Livro vs. Filme: Psicose

segunda-feira, abril 04, 2016


O livro de Robert Bloch foi praticamente o prenúncio do fenômeno serial killers em obras de terror e se tornou um dos grandes clássicos do gênero, merecidamente. A escrita de Bloch é fluida e aguçou minha curiosidade a respeito de cada situação narrada. Foi difícil parar de ler.

A secretária Mary Crane almeja se casar com Sam Loomis, mas o mesmo está tão endividado que não tem condições de assumir o compromisso. Mas, como se caísse do céu, Mary tem em mãos 40 mil dólares em dinheiro vivo para depositar no banco de seu chefe. Agindo por impulso e acreditando ser a oportunidade perfeita, ela arruma as malas e dirige para fora da cidade com o dinheiro alheio.


Mas, naquele dia as coisas não estavam a favor de Mary. Vítima de um temporal, ela muda a rota e, acidentalmente, é obrigada a passar a noite no Bates Motel. Lá ela encontra o estranho e hospitaleiro Norman Bates que a convida gentilmente para um jantar. A conversa dos dois é um tanto estranha quando o assunto é a mãe de Norman - uma velha doente, ignorante, macabra e misteriosa, e ela não ficou nada feliz com a presença de uma moça jovem e bonita sendo alvo de atenção do filho.
 

O final do livro foi inimaginável. Eu não fazia ideia de como seria o desfecho e esse efeito surpresa me deixou de queixo no chão! E pra quem acha que saber de tudo isso que eu contei aqui, a história perde a graça, saibam que vocês estão TOTALMENTE enganados. A história de verdade começa aí.

Já o filme de Alfred Hitchcock (cineasta inglês, considerado o Mestre dos filmes de suspense) baseado no livro de Bloch, é bem fiel à obra literária, contendo apenas umas modificações aqui e ali, mas nada que faça muita diferença. Em preto e branco, o longa estreou em 1960 e foi um marco na história do terror cinematográfico. Na época do lançamento, Hitchcock comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a grande surpresa do final.

 

Algumas curiosidades sobre o filme:

- O filme teve no elenco Janet Leigh que venceu o Globo de Ouro na categoria melhor atriz coadjuvante;

- O filme trouxe uma das cenas mais conhecidas da história do cinema: a famosa cena do chuveiro, quando a personagem de Janet Leigh é assassinada a facadas;

- O filme ficou na décima oitava posição entre os 100 melhores filmes do Instituto de Cinema Americano;

- Com um custo de 800 mil dólares, Psicose faturou mais de 40 milhões nos cinemas;

- Psicose foi filmado em preto e branco por vontade do próprio Hitchcock. Ele acreditava que, com as cores, o filme ficaria sangrento demais.



Fazendo um quadro comparativo entre livro e filme, eu escolho o livro. Mas isso não quer dizer que estou diminuindo a obra cinematográfica. Acontece que o fato de se tratar de um filme antigo - sem a qualidade tecnológica dos tempos atuais - que eu só assisti recentemente é o principal motivo da minha opinião.

Eu tive o prazer de ler Psicose na maravilhosa edição Limited Edition em capa dura da DarkSide Books com um exclusivo caderno de imagens do filme de Hitchcock.



O filme eu assisti gratuitamente na internet, mas o mesmo está também disponível em DVD.

Beijos e até mais! 

Você pode gostar também

10 comentários

  1. M A R A V I L H O S O!
    Post sensacional, adorei conhecer mais sobre o livro e o filme, e já quero essa edição perfeita da Darkside <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois compre mermu que essa edição é linda e maravilhosa, perfeita demais.

      Excluir
  2. Hey!
    Acho esses livros da Darkside incríveis, lindos lindos! Mas ler... Acho que não, hein? Hahah, sou muito rainha do medo!

    O post tá lindo :)

    Beijos,

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhhhh rsrs. se um dia quiser conhecer o gênero, indico Psicose. é bom demais!

      Excluir
  3. Disse que não esperaria menos de você. Conciso e objetivo. Parabéns, garota.

    ResponderExcluir
  4. Disse que não esperaria menos de você. Conciso e objetivo. Parabéns, garota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andréa! Fiquei tão feliz com seu comentário! Me dá muito prazer escrever aqui, e um elogio só me incentiva a continuar "bloggando".

      Volte sempre! Beijos!

      Excluir
  5. Eu ainda não assisti o filme, mas meus pais viviam falando de como foi bom na época, ano passado tive a grande oportunidade de ler o livro, capa normal mesmo, pela Darkside Books e me apaixonei por ele, adorei seu conceito de relacionar o livro com o filme. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jennifer! Que bom que gostou do post. A edição brochura desse livro também pela DarkSide é uma maravilha, né? O final é inesperado!

      Beijo e volte sempre <3

      Excluir
  6. Amei, estou louca pra ler o livro alguns amigos meus apresentaram o livro e eu fiquei encantada,espero lê logo.
    Via: http://preguicaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!