Resenha | Jogos Macabros - um terror jovem de R. L. Stine

sexta-feira, setembro 09, 2016



Desde que a Editora Globo anunciou nas redes sociais o lançamento de Jogos Macabros, eu fui tomada pelo pensamento "preciso ler esse livro". Não só pela divulgação sensacional da editora, mas também pela sinopse, pelo trabalho gráfico, e por ter sido a obra que trouxe o autor R. L. Stine de volta à Rua do Medo - série que ficou famosa na década de 90 e que lhe rendeu o título de o "Stephen King da literatura juvenil". O livro é o #52 da série (também estou pasma). Quase vinte anos depois do lançamento do último livro, Stine está de volta a pedido dos leitores!

"Encolhida. De olhos fechados. Os braços e pernas retorcidos, como se ela fosse uma boneca de pano."
Jogos Macabros é um livro que tinha tudo para dar certo: jovens curiosos e com os hormônios aflorados, uma ilha deserta, uma mansão mal assombrada, mortes bizarras e bilhetes assustadores ao lado de cada um dos corpos. Agora imagine tudo isso combinado a uma narrativa fluida, instigante e descritiva na medida certa. O resultado era pra ser primoroso, mas não foi por pequenas falhas.



Tudo bem que a obra é para o público juvenil, então não dá para esperar nenhuma atitude muito racional e madura dos personagens, mas não foi isso o que me incomodou. Aliás, achei que a ingenuidade presente nos personagens tornou a história muito fiel aos filmes de terror que cresci assistindo, ou seja, o livro tem um toque clássico que muito me agrada. No entanto, o erro do autor foi não parar a história quando o mistério já tinha acabado. Tudo estava ótimo e solucionado quando, de repente, houve uma reviravolta que bagunçou tudo. E aí é que a vaca foi pro brejo...


R. L. Stine sabe escrever, sabe prender o leitor e sabe criar um clima de tensão maravilhoso! Independentemente da faixa etária do público do livro, eu fiquei tensa e imersa a cada capítulo, e isso me fez querer ler outros títulos do autor futuramente. Mas, para mim, Jogos Macabros funcionou até - exatamente - o capítulo 28. Todo o resto depois disso ficou confuso e não me convenceu. Ainda assim é um livro que eu indico para jovens leitores que estão começando agora e que têm curiosidade por histórias de terror. É uma boa dica para você presentear um pré-adolescente. Mas se você, assim como eu, já é "macaco velho", talvez o livro não te agrade tanto.


SINOPSE: Tal como os outros títulos da coleção, a história se passa na velha cidade de Shadyside, nos EUA, conhecida por ser palco de acontecimentos misteriosos e aterrorizantes envolvendo os alunos da escola local. Todos na região conhecem a excêntrica e rica família Fear, e sabem também do passado terrível que os assombra. Apesar desses histórico nada promissor, Brendan Fear parece ser um garoto diferente de sua família. Gentil e simpático, o jovem vive rodeado de colegas e chama a atenção de Rachel Martin, uma garota simples, colega de classe dele. Quando o aniversário de Brendan está prestes a chegar, ele começa a planejar uma comemoração um tanto diferente na isolada ilha do Medo, onde existe um casarão de veraneio pertencente à família Fear. Rachel é uma das convidadas para passar o final de semana no local sombrio e, contrariando os avisos dos amigos, decide ir. No caminho, coisas estranhas já começam a acontecer e, ao chegarem à mansão, Brendan dá as coordenadas para o início de um jogo que se revelará o mais mortal de todos. Repleto de reviravoltas, Jogos macabros mantém o leitor apreensivo da primeira à última página. Como todo bom enredo de R. L. Stine, a história dá espaço a fantasmas, assassinato, traição e romance, e marca, enfim, um retorno triunfal do autor à Rua do medo.

Bjs e até a próxima <3

Você pode gostar também

2 comentários

  1. Adorei o termo 'macaco velho' Jess rsrs é uma pena pq quando vi seu primeiro parágrafo já fiquei eufórica para ler. Posso comprar e parar no capitulo 28?! Brincadeira mas, de qualquer forma, acho que vale a pena então dar um chance em prol da memória de todos os outros clássicos dele ^^ beijos beijos!

    www.metamorphya.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna! Hahaha! É uma boa parar no capítulo 28, hein?! Mas, sabe, eu vi que muita gente gostou e você pode acabar gostando também. É minha primeira experiência com o autor e gostei demais da escrita, pretendo ler outros, com certeza.

      Obrigada pela visita e pelo comentário. Bjs <3

      Excluir

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!