Resenha | Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir, de Sarah MacLean

quarta-feira, junho 28, 2017


Neste último volume da trilogia Os Números do Amor, temos a mocinha Juliana Fiori - irmã mais nova dos St. John - italiana e fruto de um casamento ilegítimo. Por se passar na Inglaterra do século XIX, é possível imaginar o preconceito sofrido por Juliana. A alta sociedade londrina a considerava um escândalo ambulante prestes a acontecer.
"Aqueles aristocratas se fortaleciam insultando-a, olhando-a por cima de seus narizes empinados sem nada ver além do rosto de sua mãe, do escândalo de sua mãe, da reputação de sua mãe. Eles não se importavam com quem ela era. Só se importavam com quem ela era."
Por causa disso, seus irmãos tentam ao máximo fazê-la ser vista com pessoas importantes e de reputação impecável, pois Juliana "precisa" ser aceita pela sociedade. Mas, para a injúria dos St. John, Juliana é uma moça fora dos padrões e não está nenhum pouco preocupada com as opiniões alheias ao seu respeito. Ou seja, Juliana é maravilhosa! Em contrapartida, temos o mocinho Simon, o Duque de Leighton. Para ele, nada pode ser mais valioso do que uma boa reputação, afinal, sua família carrega um título há anos e ele precisa estar a altura de seus antepassados.
"Aqui nada ganhava da sagrada trindade: tradição, reputação e título. E, para alguém como ela — que não reivindicava nenhum dos três — , alguém como ele — que possuía todos os três como um direito casual — estava completa e inegavelmente fora de alcance."
Deu pra sentir a água e óleo? Juliana e Simon nada têm em comum, mas num desafio impensado, Juliana decide mostrar para ele que uma vida não é nada sem emoção e sem paixão. Simon, por sua vez, acredita que paixão é para os fracos, mas Juliana promete fazê-lo morder a língua.
"Ela queria aquele homem perfeito e arrogante de joelhos. — Prove - desafiou. — Deixe que eu lhe mostre que nem mesmo um duque frio pode viver sem emoção."

Até aqui temos um clichezão de romance de época. A mocinha apaixonada e o mocinho carrasco... Eu não tenho nada contra clichês, inclusive adoro, mas devo confessar que esperei muito mais e caí do cavalo. Simon é insuportável! Pelo amor de Deus, como é que Juliana se apaixonou por um homem como ele? Não tem passado traumático ou falta de afeto na infância que justifique a frieza e a arrogância de Simon Leighton. E digo mais: meu shipper era outro! Preferia a Juliana com o Benedick

E para vocês verem que não estou exagerando, Simon chega a pensar que "Juliana deveria levar uma boa surra". Pode ter sido de forma figurada? Pode. Mas não gostei mesmo assim. Esse Duque não me desceu! Mas, apesar disso, Juliana brilhou! Sarah MacLean permanece com uma escrita impecável, fluída, bem humorada e ainda me arrancou lágrimas. Por fim, eu indico a leitura, mas com ressalvas bem grandes sobre o mocinho.
"Quando você está por perto, eu esqueço de tudo de que devo me lembrar. De tudo o que devo ser.”

 Sinopse: Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra. Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton. O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão.
Livro recebido em parceria com a Editora Arqueiro <3 

Você pode gostar também

0 comentários

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!