Resenha | Boston Boys 1, de Giulia Paim

quarta-feira, março 01, 2017





O que você faria se um astro insuportável da TV fosse morar na sua casa?

Bom, o que eu faria? Um verdadeiro auê! Iria usar camisa personalizada, unha decorada com o rosto dele, faixa na cabeça e brincos de coração, rs. Mas, ao contrário de mim, Ronnie Adams - a protagonista e narradora da história - não gostou nada de ter um Boston Boy em sua casa. Também pudera, né? Além da boy band não fazer o estilo dela, Mason era o cara mais folgado da face da terra. Com "Síndrome de Hoollywood", ele achava que o mundo estava aos seus pés, que Ronnie era sua súdita e que todos viviam unicamente para servi-lo. Que mala!
"Mas quando eu não estou numa semana boa, não estou numa semana boa mesmo. Parece que quando o universo resolve conspirar contra mim, ele vai até o fim."
E pra ficar ainda pior pro lado dela, a mãe era a nova produtora (e puxa-saco) dos Boston Boys; a irmã mais nova estava apaixonada por um deles, o Ryan; uma fã louca e psicótica a estava ameaçando e a perseguindo; a melhor amiga também ficou fissurada pelos garotos e uma atriz ruiva, linda e hollywoodiana, Karen, chegou fazendo a linha falsiane. Parecia que o mundo estava conspirando contra Ronnie! Nem no colégio ela tinha sossego! Adivinha quem era seu novo colega de classe? Mason, o Boston Boy folgado!
"Minha mãe, uma pessoa que trabalhava com computadores em uma grande empresa, havia se tornado a produtora das três criaturas mais insuportáveis do planeta?!"
Pobre, Ronnie. Espera só até ela saber o tanto de notícias falsas sobre ela que vão cair na internet... E tudo isso por culpa dos Boston Boys! Mas vou confessar: quanto mais Ronnie se ferrava, mais eu me divertia. 😂


Giulia Paim escreveu uma que delícia de livro! A narrativa é tão gostosa e flui tão bem que não dá vontade de parar. Eu fui virando as páginas sem ter noção de tempo. E ri demais! DE-MA-IS. Ronnie é irreverente, imprevisível, desastrada, emburrada e tem os melhores diálogos EVER! A cada briga com um Boston Boy eu morria de rir com as tiradas dela. Certamente eu andaria com ela no recreio.

Boston Boys é o primeiro livro de uma série que terei o maior prazer em acompanhar. É um romance fofo, leve, engraçadíssimo e bem clichê (eu adoro um clichê de vez em quando) que eu indico de olhos fechados. É um livro voltado para o público juvenil e tem aquela pegada teen que eu adoro. Virei fã dos Boston Boys, confesso. Bateu até nostalgia da minha época fangirl de KLB. Quem nunca? 😅

- Boston Boys 1 tem duas edições. A primeira é independente, e a segunda foi esta que eu li, publicada pela Globo Alt.


Sinopse: Boston Boys conta a história de Ronnie Adams, uma garota responsável e pé no chão, que vive em Boston desde que nasceu. Sua vida vira de cabeça para baixo quando ela descobre que sua mãe, uma analista de sistemas, resolve mudar radicalmente de emprego: se torna produtora do programa de TV Boston Boys, uma série de sucesso que mostra a vida perfeita de três integrantes de uma boyband americana, que é o último programa que Ronnie gastará seu tempo para assistir. Para lhe trazer ainda mais dor de cabeça, Mason McDougal vocalista da banda e protagonista da série vai morar com ela e sua família por motivos que ela desconhece. A convivência diária com um astro de TV egocêntrico e implicante é difícil para Ronnie e piora ainda mais quando ela tem que lidar com os outros dois atores do programa: Henry e Ryan. Além deles, surge um fã louca e perseguidora que parece rastreá-la a cada passo. Ronnie vive altas aventuras com os garotos uma viagem internacional, uma guerra cibernética de boatos para uma revista, seu ódio pelas meninas de sua escola, as picaretagens de produtores e até uma possível separação da banda. Apesar de tudo, ela cria um vínculo com este universo glamouroso que achava nunca ser possível.
Bjs e até mais!  <3

Você pode gostar também

2 comentários

  1. Ai que livro legal, parece bem divertido mesmo, um filme da sessão da tarde kkkk Muitas vezes tudo que a gente quer depois de um livro denso é ler algo para distrair, melhorei bastante meu ritmo de leitura após adotar essa técnica de intercalar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! É impossível não se divertir lendo esse livro! Intercalar leituras leves e mais "pesadas" é sempre bom. Também faço isso. Beijo <3

      Excluir

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!