À Procura de Audrey: mais um livro extraordinário de Sophie Kinsella

terça-feira, junho 14, 2016


A adolescência é uma fase tão complicada! É nesse período da nossa vida que os medos começam a ficar reais. Tudo assusta. Tudo é curioso. Tudo é demais. E uma das maiores dificuldades dessa fase não é lidar com as pessoas, é lidar consigo mesmo. Às vezes queremos ser diferentes de todo mundo, outras vezes queremos ser iguais e pertencer a um grupo, e algumas vezes queremos ficar sozinhos - distante da escola, dos amigos e do mundo: essa é a realidade de Audrey.
"Não é o mundo lá fora em si [...] São as pessoas."
Depois de sofrer episódios traumáticos de bullying na escola, Audrey foi diagnosticada com transtorno de ansiedade social e generalizada e depressão. Por causa disso ela não saía de casa, não falava mais com os amigos e passou a usar óculos escuros o tempo todo, até dentro de casa, pois ficou difícil enxergar a claridade e olhar nos olhos das pessoas. Para tentar melhorar esse quadro, Audrey conta com as sessões de terapia da Dra. Sarah.
"O problema é que a depressão não vem com sintomas práticos como pintinhas pelo corpo e febre, portanto não se percebe de primeira. Continua-se dizendo “estou bem” para as outras pessoas, ainda que não esteja. Você pensa que deveria estar bem. Segue repetindo para si mesmo: “por que não estou bem?”
As sessões de terapia de Audrey mais pareciam sessões para mim mesma. Uma das coisas que mais gostei no livro - além da escrita da Sophie Kinsella, que apesar de contar uma história dramática, adicionou doses de bom humor - foram as semelhanças de Audrey comigo mesma. Além disso, os óculos de Audrey foram uma metáfora para a escuridão ao redor das pessoas com esse diagnóstico, é a dificuldade em ver o mundo ao redor além da nuvem negra que paira diante dos olhos. É importante ler esse livro além das palavras, ler as entrelinhas, sabe? Tem uma mensagem ali e quando você descobre, percebe que não se trata de "apenas um YA de entretenimento".
''Olho no olho. É a conexão mais poderosa do mundo."
Sophie Kinsella mostrou seu talento mais uma vez! Em À Procura de Audrey ela mostra que mesmo uma pessoa que ainda não se encontrou, pode viver uma aventura, um grande amor e incríveis reviravoltas na vida até se encontrar pelo caminho.
"Acho que entendi que a vida é tipo uma escalada: você cai e se levanta de novo. Então não importa se der uma escorregada. Contanto que esteja mais ou menos caminhando pra cima."
NOTA:5/5  | SKOOB | COMPRE AQUI
Beijos e até a próxima <3

Você pode gostar também

5 comentários

  1. Acho essa capa linda, sem contar que é da dona Kinsella, né? Só li um livro dela e já a considero pacas, hehe.

    Beijos,

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo essa capa, Midi. Kinsella arrasa sempre. Quero ler tudo dela <3

      Excluir
  2. Nossa! Adorei sua resenha, e o fato de você ter tocado no ponto de ler as entrelinhas do livro, que eu não tinha visto ninguém falar até agora! Eu nem tinha muita curiosidade por esse livro, e agora já estou querendo! Muito!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom receber um comentário como o seu, Ana Cláudia. Espero que leia e se encante com essa história. Tem muita coisa nas entrelinhas e quando conseguimos encontrar, é surpreendente a lição que o livro deixa.

      Mil bjs.

      Excluir
  3. Ainda não li e me sinto culpada hahaha
    Tive que adiar a leitura para colocar outras na frente e não vejo a hora de chegar nele *_*

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!