O Visconde que me Amava - Série Os Bridgertons, livro II

terça-feira, maio 24, 2016



Título: O Visconde que me Amava
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração. Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.


Opinião: Sou apaixonada pela escrita da Julia Quinn. Ela escreve um verdadeiro chicklit na temporada de bailes na Londres de 1814! Se só isso não for capaz de dizer o quão espetacular ela é, não sei mais o que posso dizer. 

Nesse segundo volume da série Os Bridgertons, vamos acompanhar a história de Anthony Bridgerton - o mais velho dos irmãos que carrega consigo a responsabilidade de ser o primogênito depois da fatídica morte do patriarca. A ausência do pai e a forma como ele faleceu foi um grande trauma na vida de Anthony e ele vive amedrontado por  um segredo que endurece o seu coração

Acompanhado pela fama de libertino, Anthony já tinha deixado bem clado que não pretendia se apaixonar, muito menos se casar. Mas eis que um dia, decidido pelo desejo de passar adiante a linhagem Bridgerton, ele decide que é chegada a hora de encontrar uma esposa. Mas não se enganem, leitores, Anthony não busca pelo amor de uma mulher. O casamento para ele é somente uma obrigação social.

É em um dos bailes da temporada que ele decide cortejar a senhorita Edwina Sheffield, mas ele não fazia ideia de que seria uma tarefa tão difícil. Kate Sheffield, a irmã mais velha de Edwina é quem precisa aprovar os pretendentes da irmã e Kate promete ser uma verdadeira pedra no sapato de Anthony. 

"- O senhor não é o tipo de homem com quem eu gostaria de ver minha irmã se casar - falou. Ela era direta, e os olhos castanhos e inteligentes não se desviavam dos dele. - O senhor é um libertino. Um patife. Na verdade, é conhecido por ser as duas coisas. Eu jamais permitiria que minha irmã ficasse a menos de 3 metros do senhor."

O que o Visconde jamais poderia imaginar é que o jogo de cão e gato que ele decide fazer com Kate para conseguir se casar com Edwina seria, de longe, a menor de suas preocupações. Anthony começa a ficar encantado e desafiado pelas expressões de Kate, pela personalidade dela e com a confiança que a moça exala. Mesmo não sendo a mais bela, Kate Sheffield consegue despertar nele sentimentos e desejos que ele não esperava. A situação não está nada fácil para o nosso Visconde!

"-Anthony sabia que devia estar louco. Não poderia haver outra explicação. Ele pretendia assustá-la, apavorá-la, fazê-la compreender que jamais poderia intrometer-se nos assuntos dele e sair vitoriosa, mas, em vez disso... Ele a beijou."

O livro é recheado de momentos inusitados. Eu dei boas gargalhadas! Kate é uma das melhores mocinhas de romances de época que eu já conheci, e a escrita da Julia Quinn é tão fluida que não dá vontade de parar. Assim como o primeiro livro - O Duque e Eu - as páginas voam na nossa mão e quando termina, deixa um gostinho de quero mais. O único ponto negativo do livro, para mim, foi que não consegui me afeiçoar pelo Visconde. Ele tem o carisma de um Bridgerton, isso é inegável, mas fazendo comparação ao Duque de Hastings (o mocinho do primeiro livro), Anthony não foi o melhor dos mocinhos. Mas ainda assim, a leitura é muito divertida e romântica e eu pretendo continuar a série muito em breve! 

Nota: 4/5
Skoob: clique aqui
Compre: clique aqui

- Leia a resenha do primeiro volume da série, O Duque e Eu: clique aqui

Beijos e até a próxima <3

Você pode gostar também

4 comentários

  1. HEYYY!!!

    Eu sou apaixonada por esse livroooo! Ele e quase todos da série, mas tudo bem, haha.

    Anthony Bridgerton e Kate Scheffield são meu segundo casal BRIDGERTON favorito, perdendo só pra Colin e... Pera, não posso contar por que vai ser Spoiler, né? Hahaha

    Beijos!

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tô muito curiosa pra saber qual vai ser o par romântico do Colin <3 adoro ele!

    ResponderExcluir
  3. Oii, eu tenho lido tantas resenhas positivas que estou começando a ficar com vontade de ler toda a série! Adorei a resenha!

    Beijos,
    Natália.

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!